Fale Conosco - (21) 2570-8305

Troca da Correia Dentada

Se seu carro tem um problema nós temos a solução!

Troca da Correia Dentada

A importância da correia dentada

Para quem ainda não sabe qual é a real funcionalidade da correia dentada, seu trabalho é sincronizar o virabrequim, peça que faz a transferência de força do motor às rodas e comando de válvulas. Ou seja a correia é essencial para o funcionamento do motor, sendo a responsável pelo sincronismo do comando de válvulas.

Esse é o processo que realiza o fluxo de gases no interior do cilindro. A manutenção, revisão e troca da correia dentada é muito importante, pois, caso ela quebre, danos sérios ao motor podem ser causados.

É importante ficar atento aos prazos de troca e revisão, pois, como seu funcionamento não gera alterações significativas ou perceptíveis no desempenho do carro, não é possível prever ou sentir um eventual rompimento de imediato.

Existem questões importantes a serem entendidas em relação à peça. Saber a hora de fazer a manutenção é importante, mas identificar alguns sintomas, realizar inspeções visuais e conhecer o custo de troca, caso não haja manutenções possíveis, ajudará no esclarecimento de muitos pontos.

Há um momento certo para a troca da correia dentada?

A troca da correia dentada do motor deve ser feita quando o veículo completar 40 mil quilômetros. Caso o carro seja bem cuidado pode ser que a troca amplie-se para os 50 mil.

O período de troca também pode ser mensurado pelo tempo: cerca de 5 anos para realizar a manutenção. Após essa quilometragem ou esse período, mesmo que o carro seja bem cuidado e passe por todas as manutenções possíveis, a correia perde sua eficiência e pode sofrer uma ruptura, o que acarretará problemas para o motor e até em outras peças do carro.

Como via de regra, lembre-se de consultar o manual do carro para saber o que o fabricante do carro indica. Lá contém todas as indicações necessárias para a troca da correia dentada.

Na hora que for realizar a troca da correia dentada, lembre-se de pedir a troca do esticador. Ele é o componente responsável por manter a tensão em níveis adequados e não deixar a correia frouxa. Se houver a troca da correia dentada sem a reposição de um novo esticador, o tempo de vida útil da nova peça será significativamente reduzido.

Motivos de troca da correia dentada em menor tempo

Quando o carro é usado em situações muito extremas, como quando há muita poeira, zonas de mineração, poluição e afins, essa peça começa a apresentar danos mais rapidamente. Outro exemplo é se há o costume de passar por estradas de terra, que também prejudica a peça.

Alguns sintomas de problemas na correia dentada

Antes de realizar a troca da correia dentada, a peça pode apresentar alguns sintomas de que está com problemas. Se notar um ruído alto e um pouco estridente, semelhante a um rangido vindo da frente do carro, repetidamente, é um sinal de que pode haver um problema na correia dentada.

Isso ocorre por influência de um desajuste, desalinhamento ou falta de balanceamento. Neste caso, a única maneira de fazer o barulho parar é realizando a troca da correia dentada ou levando o carro a um mecânico de confiança para que ela possa ser tensionada corretamente.

Outro sintoma bastante comum de defeito pode ser em relação ao superaquecimento. Como a correia dentada ajuda a fornecer energia para resfriar o motor, se houver algum defeito, ela pode contribuir para o aquecimento do mesmo.

Assim que ocorrer esse superaquecimento, desligue o carro o quanto antes e leve-o a um mecânico, pois se a correia dentada se romper, certamente poderá causar problemas sérios ao motor. Sem contar os danos que o próprio superaquecimento já pode causar.

Como saber se a troca da correia dentada é necessária?

Antes de realizar a troca da correia dentada, executar alguns procedimentos de diagnóstico ajudam a tomar a decisão correta sobre qual procedimento realizar.

Diante de tantas análises buscando melhorar o diagnóstico para indicar uma possível troca da correia dentada, fazer uma inspeção visual é uma saída simples e que será convertida em bons resultados.

Durante essa inspeção visual é possível descobrir, por exemplo, a situação real da peça e, a partir dessa análise, saber o que está acontecendo e se a troca da correia dentada é o procedimento adequado a ser tomado.

Vale ressaltar que o problema nem sempre está diretamente ligado à correia dentada, ao seu ajuste que ela precisa ter para ficar mais tensionada ou ao ajuste das polias.


Udam Pneus
Revenda Autorizada Michelin

Rua Conde de Bonfim, 761 - Tijuca - RJ